Voltar publicado em 18/06/2009 às 10:42 | Categoria: Bibliologia.

AULA 15 - O PERÍODO INTERBÍBLICO

 

AULA 15 - O PERÍODO INTERBÍBLICO - SEU CONTEXTO HISTÓRICO E SIGNIFICADO
 
O que significa “período interbíblico”? R- Período entre o AT e o NT
- Quais são os 05 últimos livros do cânon hebraico? R-Daniel, Esdras, Neemias, I Crônicas e II Crônicas {Último livro no cânon hebraico termina com o “decreto de Ciro” (Imperador Persa) em 538 a.C.} 
- O AT termina sob o domínio do Império Persa
- Narrativa bíblica vai até 433 a.C. (com Malaquias)
- A partir daí o AT silencia - Depois de 400 anos, a voz profética volta a ser ouvida por João Batista na época de Jesus.
 
POR QUE ESTUDAR O “PERÍODO INTERBÍBLICO”
 
Algumas situações descritas no NT nos revelam um pano de fundo que não encontramos tão facilmente no AT, como por exemplo:
a)A situação política (domínio romano e as divisões da Palestina)
b)A dispersão judaica (judeus em cada cidade principal do Império Romano)
c) Uma sociedade urbana
d) A língua (grego e aramaico; hebraico limitado aos eruditos)
e)Exclusivismo judaico
f)Ênfase sobre a Torá
g)Seitas religioso-políticas (saduceus, fariseus, essênios, escribas, zelotes, herodianos, zadoqueus)
h) Literatura extra-canônica (apócrifos e pseudo-epígrafos – por exemplo: “Livro de Enoque” 200-63 a.C. citado em Judas v.14).
i)Messianismo político
 
CONTEXTO PRECEDENTE AO PERÍODO INTERBÍBLICO
 
Esboço do Período da História Israelita (Antigo Testamento)
 
I) Patriarcas (2000-1800 a.C.)
II) Israel no Egito (1800-1400 a.C.)
III) Êxodo e Conquista de Canaã (1400-1350 a.C.)
IV) Período dos Juízes (1350-1153 a.C.)
V) O Reinado (1053-587 a.C.)
. Reino Unido (1053-933 a.C.)
          . Reino Dividido (933-587 a.C.)
 
 
IMPÉRIO ASSÍRIO – (880 a 612 a.C.)
 
 . Queda do Reino do Norte e cativeiro israelita sob o domínio dos assírios (722/721 a.C.) - ISRAEL
Reino do Sul sozinho (721-587 a.C.) - JUDÁ
 
 
IMPÉRIO BABILÔNICO – (614 a.C. a 559/538 a.C.)
 
. Queda e Cativeiro do Reino do Sul (606 a.C. em diante)
. Por que o Exílio? – Propósitos - 70 Anos!
.Muito mais um Exílio que um cativeiro – foi um tempo de renovação e purificação do povo de Deus.
. Pela desobediência do povo. Moisés já havia advertido o povo sobre isto (Deuteronômios 28:15-68)
. Cativeiro do Norte – Desobediência e idolatria (II Reis 17:6-20)
. Pelo não cumprimento da lei do sábado (Ano do Jubileu – Levíticos 25:2-7). Esta causa é narrada pelo cronista (II Crônicas 36:21)
. O povo precisava saber que só Yavé é Yavé (Ezequiel 35:9,15; 38:23; 39:6).
. Terra, Templo e Trono. Deus estava demonstrando que Ele não requeria a posse física da terra, o culto no templo de Jerusalém e um trono físico em Jerusalém. O exílio era, portanto, uma lição objetiva para a era do NT. A Terra, o Templo e o Trono eram sombra de realidade que estavam por vir.
. FIM DO EXÍLIO - Em 559 Ciro aparece na história quando, em 559 a.C., herda o pequeno Reino de Anshan. Vence os medos (antigo aliado da Babilônia) e conquista toda a Ásia Menor. Chega ao máximo de seu reino quando, em 539 a.C. invade a Babilônia.
 
IMPÉRIO PERSA – (559/539 a.C. a 332 a.C.)
 
 . Restauração de Judá (536 a.C. em diante – 70 anos depois do início do cativeiro: 606-536 a.C.) - Ciro o rei persa, captura a Babilônia [539 a.C. – Já reinava sobre a Pérsia (550-530 a.C.)]
 
 
PERÍODO INTERBÍBLICO PROPRIAMENTE DITO
 
. 400 anos de silêncio profético
. Esperança messiânica forte no coração dos judeus
. Deus prepara o mundo para a vinda do Messias
. Sob o governo dos macabeus, os judeus reconquistam a maior parte do território perdido nos cativeiros do Norte e do Sul
. Livros sobre o período: I e II Macabeus (apócrifos)
. Divisão do período:
 
. O PERÍODO BABILÔNICO - (614 a.C. – 559/538) - A transição do Império Babilônico para o Persa (614 a.C. – 559/538) – Textos: II Reis 18-25; Jeremias 52 e Lamentações.
 
. O PERÍODO PERSA (559/538-331 a.C.)
 
. O PERÍODO GREGO (331-167 a.C.)
         . Os Ptolomeus e o Egito (321-198 a.C.)
         . Os Selêucidas e a Síria (198-167 a.C.)
  
. O PERÍODO MACABEU OU HASMONEU (167-63 a.C.)
 
. O PERÍODO ROMANO (63 a.C. – 135 d.C.)
 
QUADRO CRONOLÓGICO DOS RETORNOS DO EXÍLIO

RETORNO
PRIMEIRO
SEGUNDO
TERCEIRO
Referência
Esdras 1-6
Esdras 7-10
Neemias 1-13
Data
538 a.C.
458 a.C.
444 a.C.
 
Líderes
Sesbazar
Zorobabel
Jesua
 
Esdras
 
Neemias
 
Rei Persa
 
Ciro
Artaxerxes
Longimanus
Artaxerxes
Longimanus
 
Elementos
Do
Decreto
Todos os que quisessem podiam retornar. O templo poderia ser reconstruído, parcialmente financiado pelo tesouro real. Os utensílios foram devolvidos.
Todos os que quisessem podiam retornar. As despesas seriam por conta do tesouro real. Tiveram permissão de constituir seus próprios magistrados civis.
 
Tiveram permissão de reconstruir o muro.
Número dos
Que
Retornaram
42.360
7.337 (servos)
Total: 49.697
1.500 homens
38 levitas
220 ajudantes
Total: 1758
 
Desconhecido
 
Acontecimentos,
Realizações e
Problemas
O Templo foi começado; sacrifícios foram feitos e celebrada a Festa dos Tabernáculos. Os samaritanos perturbaram e o trabalho cessou até 520. O templo foi completado em 516.
 
Problemas com casamentos mistos
O muro foi reconstruído em 52 dias, apesar da oposição de Sambalá e Gesém. Os muros foram dedicados e a Lei foi lida.

 
Desenvolvido por juniormanweb